sexta-feira, 14 de outubro de 2011

…de Sócrates! Que deus lhe perdoe, que eu não!

socrates_pinoquio

Há muitos anos atrás, ainda o jornal a Bola era de formato enorme, li uma entrevista de Madjer(melhor estrangeiro que vi atuar em Portugal) e nessa entrevista a determinada altura o jornalista perguntava:

E Artur Jorge?

Madjer: Que Deus lhe perdoe que eu não!

Faço minhas as palavras de Madjer, sempre que me perguntam:

E Sócrates?

Que Deus lhe perdoe que eu não!!!!!

Ofendidos ou não, só posso dizer, não consigo conceber na minha pequena inteligência alguém que não entenda que Sócrates foi sem duvida o homem que nos deixou na situação em que estamos. Por mais que possam argumentar ele governou durante seis anos e acumulou divida atrás de divida, empurrando-nos para esta situação! Tinha de ter parado!

Que Deus lhe perdoe que eu não!

2 comentários:

Anabela Magalhães disse...

Tinha. Mas não parou nem o obrigaram a parar. À custa disso pára agora um país. É de dar náuseas.

Filipe Mendes disse...

Não encaixo! Foi mau demais, conseguiu ter seguidores. Essa é outra realidade, porque não o pararam? A velha história das ovelhinhas, baixarem as orelhas e caminhar atrás do pastor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...