sábado, 7 de junho de 2008

… da Selecção Nacional.

Hoje começa o Euro 2008 e lá, felizmente para todos nós, a nossa Selecção tem presença marcada. Sou um aficionado da Selecção Nacional, clubisticamente, se é que posso utilizar este termo, é a equipa que mais emoções consegue gerar em mim, já não me recordo do último jogo em que estivesse tranquilo, em que não me “doesse”a barriga, em que não estivesse com as mãos suadas e frias(é assim que eu fico quando estou ansioso/nervoso) penso que isso deve ter acontecido há muitos, muitos anos, talvez andasse na escola primária, honestamente, já não me recordo!
Vivo intensamente todos os jogos, vibro, salto, berro, não paro quieto, chamo palavrões aos árbitros(não consigo resistir), levanto-me, sento-me, abraço e berro, berro muito, no clímax do futebol, no GOLO. Enfim, perco a postura em alguns sítios, para alguns, mas o que é que isso importa, comparado com a imensa alegria que explode em mim no momento? Nada! Eu sou libertino!
Esta minha paixão, tem muitos anos, desde o tempo em que eu era miúdo e já não conseguia entender como é que os portugueses iam ver os jogos da Selecção com a camisola do clube, fazia-me muita confusão, hoje, ainda há algo que me continua a fazer confusão, as convocatórias, mas isso eu aceito perfeitamente, porque somos um país de futebol, onde todos “entendemos” de bola, mas o facto de discordarmos com a convocatória só porque não foi este jogador que é do meu clube, isso chama-se clubite e aí eu volto a ter dificuldades em entender, a diferença entre levar a camisola e a clubite, para mim, não é muita.
Com o passar dos tempos, penso que houve dois factores importantes e outro menos relevante e motivo de grande discussão, disso eu não duvido, até porque alguns de vocês irão fazê-lo aqui ;). Ou seja os dois aspectos importantes foram sem dúvida, as duas gerações de jovens que em dois anos conseguiram sagrar-se campeões mundias de sub-20(os meus ilustres parabéns Professor C. Queirós) e que ao juntarem-se formaram durante uma boa década uma grande Selecção que começou a ganhar, não títulos, isso infelizmente não ganhamos, mas começou a ganhar jogo atrás de jogo e fez com que os portugueses se começassem a aproximar cada vez mais da Selecção, até à paixão que hoje se manifesta em todo os lados. O outro o tal controverso, chama-se Scolari ;), deixo-lhe aqui a minha homenagem, porque foi uma peça que teve a sua relativa importância nesta união dos portugueses em torno da Selecção, eu sei, é brasileiro, é puxa-saco, mas ninguém lhe pode tirar esse mérito!
Por tudo isto, vamos esquecer a clubite, pegar na camisola DA SELECÇÃO, o cachecol, o chapéu, o que vos apetecer e vamos todos perder a postura em prol do apoio à nossa Selecção.
FORÇA PORTUGAL!
Até já,

1 comentário:

Sonnie disse...

Parece que o Pepe sempre fez das dele! :o)

Esperemos que as tuas expectativas saiam frustradas - na medida em que não estás convencido que Portugal seja capaz de, desta vez, chegar à final e ganhá-la!

FORÇA PORTUGAL!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...