sábado, 7 de junho de 2008

…das minhas expectativas no Euro

Neste Euro, já falta mesmo pouco para começar e eu já começo a escrever com algum suor nas mãos, honestamente, não tenho grandes esperanças, e não tenho, por dois motivos, outra vez, eu e os dois motivos ;), passo a explicar, todos temos consciência que temos um grande lote de belíssimos jogadores, craques na gíria futebolística, ninguém pode duvidar disso, Bosingwa, Ricardo Carvalho, Pepe, Paulo Ferreira, Jesus, que craques, e não esqueçam o Bruno Alves(este vai jogar, tenho quase a certeza que o Pepe, infelizmente vai fazer das dele) Petit, João Moutinho, Deco, Miguel Veloso, Simão, Quaresma… e claro Cristiano Ronaldo, para referir alguns. Ninguém dúvida que são jogadores de elevada qualidade, o problema é que este lote de jogadores tem um entrosamento muito baixo, como equipa, não funcionam bem, é muito jogador novo e ao mesmo tempo sem experiência neste tipo de competições. Para além disso, infelizmente, há ainda, um bom lote de jogadores que não consegue pôr o interesse da selecção acima dos deles.
O outro, para os menos atentos, chama-se Luís Figo, perdemo-lo como jogador e como capitão. Quem vai assumir agora a liderança deste grupo dentro do campo e fora dele? Vocês conseguem imaginar o respeito que o Figo tinha no seio da Selecção durante o estágio? Pois é, quem o vai substituir? Eu não vejo ninguém. E no jogo? Já tenho tantas saudades de ver aquele jogador com a camisola 7, sempre com os braços abertos a pedir a bola e a dar linha de passe. Oh que saudades!!! O Cristiano? Vocês acham que ele é capaz de o substituir dentro do campo? Uma coisa tenho a certeza, a nível futebolístico, até pode ser que o consiga, mas a nível de postura perante o grupo, isso acho que ele vai ter dificuldades em um dia o conseguir.
Sou um grande admirador do Luís Figo, pelas alegrias que me deu e pela postura profissional que sempre colocou em prol da nossa Selecção. Não me recordo de ele não vir a um jogo oficial ou particular, só porque tinha um jogo a seguir importante no clube onde jogava. Esteve sempre presente! Para ti, FIGO, o meu muito obrigado! Ficarás para sempre nas minhas memórias desportivas.
Por estes dois motivos, as minhas esperanças são muito reduzidas mas… daqui a nada eu já estou doido, porque vai jogar a equipa das minhas emoções.
Agora vou porque a TVI(que chatice, estes gajos tinham de ter os direitos do Euro, só percebem de novelas) já está a mostrar a abertura do mundial.
I have a deam, but…
FORÇA PORTUGAL
Até já,

… da Selecção Nacional.

Hoje começa o Euro 2008 e lá, felizmente para todos nós, a nossa Selecção tem presença marcada. Sou um aficionado da Selecção Nacional, clubisticamente, se é que posso utilizar este termo, é a equipa que mais emoções consegue gerar em mim, já não me recordo do último jogo em que estivesse tranquilo, em que não me “doesse”a barriga, em que não estivesse com as mãos suadas e frias(é assim que eu fico quando estou ansioso/nervoso) penso que isso deve ter acontecido há muitos, muitos anos, talvez andasse na escola primária, honestamente, já não me recordo!
Vivo intensamente todos os jogos, vibro, salto, berro, não paro quieto, chamo palavrões aos árbitros(não consigo resistir), levanto-me, sento-me, abraço e berro, berro muito, no clímax do futebol, no GOLO. Enfim, perco a postura em alguns sítios, para alguns, mas o que é que isso importa, comparado com a imensa alegria que explode em mim no momento? Nada! Eu sou libertino!
Esta minha paixão, tem muitos anos, desde o tempo em que eu era miúdo e já não conseguia entender como é que os portugueses iam ver os jogos da Selecção com a camisola do clube, fazia-me muita confusão, hoje, ainda há algo que me continua a fazer confusão, as convocatórias, mas isso eu aceito perfeitamente, porque somos um país de futebol, onde todos “entendemos” de bola, mas o facto de discordarmos com a convocatória só porque não foi este jogador que é do meu clube, isso chama-se clubite e aí eu volto a ter dificuldades em entender, a diferença entre levar a camisola e a clubite, para mim, não é muita.
Com o passar dos tempos, penso que houve dois factores importantes e outro menos relevante e motivo de grande discussão, disso eu não duvido, até porque alguns de vocês irão fazê-lo aqui ;). Ou seja os dois aspectos importantes foram sem dúvida, as duas gerações de jovens que em dois anos conseguiram sagrar-se campeões mundias de sub-20(os meus ilustres parabéns Professor C. Queirós) e que ao juntarem-se formaram durante uma boa década uma grande Selecção que começou a ganhar, não títulos, isso infelizmente não ganhamos, mas começou a ganhar jogo atrás de jogo e fez com que os portugueses se começassem a aproximar cada vez mais da Selecção, até à paixão que hoje se manifesta em todo os lados. O outro o tal controverso, chama-se Scolari ;), deixo-lhe aqui a minha homenagem, porque foi uma peça que teve a sua relativa importância nesta união dos portugueses em torno da Selecção, eu sei, é brasileiro, é puxa-saco, mas ninguém lhe pode tirar esse mérito!
Por tudo isto, vamos esquecer a clubite, pegar na camisola DA SELECÇÃO, o cachecol, o chapéu, o que vos apetecer e vamos todos perder a postura em prol do apoio à nossa Selecção.
FORÇA PORTUGAL!
Até já,
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...